Medicina popular (1)

Coisas que os doentes dizem ao médico:

· A minha expectoração é limpa, assim branquinha, parece, com sua licença, espermatozóides.

· Quando me assoo dou um traque pelo ouvido, e enquanto não puxar pelo corpo, suar, ou o c…, o nariz não se destapa.

· Não sei se isto que tenho no ouvido é cera ou caruncho.

· Isto deu-me de ter metido a cabeça no frigorífico. Um mês depois fui ao hospital e disseram-me que tinha bolhas de ar no ouvido.

· Ouço mal, vejo mal, tenho a mente descaída.

· Fui ao Ftalmologista, meteu-me uns parafusinhos nos olhos a ver se as lágrimas saíam.

· Tenho a língua cheia de áfricas.

· Gostava que as papilas gustativas se manifestassem a meu favor.

· O dente arrecolhia pus, e na altura em que arrecolhia às imidulas, infeccionava-as.

· A garganta traqueia-me, dá-me aqueles estalinhos e depois fica melhor.

Fonte: Anónimo, reportando-se à obra “A Medicina na voz do povo”, de C. B. Costa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s