Existem 80 mil crianças enuréticas em Portugal

A neuropsicóloga e responsável pela representação de um novo aparelho no País para controlar a enurese nocturna, conhecida como chichi na cama, explica ao Destak as consequências desta doença nas crianças. A enurese cria vergonha e irritação nos mais pequenos e pode, no seu futuro, originar graves problemas de auto-estima e de socialização.

Em que consiste a enurese nocturna?
A enurese nocturna, conhecida por chichi na cama, é a falta de controlo sobre a micção ou perda urinária involuntária durante o sono em crianças a partir dos cinco anos. Para se diagnosticar enurese, a emissão de urina deve ocorrer no mínimo duas vezes por semana durante pelo menos três meses consecutivos.

A enurese é uma doença?
Sim. Ao contrário do senso comum, em que se observa muitas vezes este problema como falta de higiene ou até preguiça, trata-se de uma disfunção que estes não conseguem controlar. Contudo, muito raramente, algumas crianças com enurese podem ter defeitos anatómicos dos rins ou da bexiga, tornando importante que a criança seja avaliada por um médico.

Quantas crianças portuguesas sofrem de enurese?

No País, aproximadamente 80 mil crianças são enuréticas, ou seja, 15% das crianças com 5 anos, 10% com 10 anos e 1% de jovens. Além disso, 7 em cada 10 crianças enuréticas não recebem qualquer apoio médico.

Pode prolongar-se para além da infância?
Sim, esta doença observa-se igualmente na adolescência e até nos adultos.

Quais as principais consequências da enurese para o desenvolvimento da criança?
Não há dúvida de que a enurese nocturna causa sofrimento psicológico considerável nas crianças e famílias, por isso é aconselhado acompanhamento especializado. Sentem-se diferentes dos amigos, podendo ser mesmo gozados ou marginalizados por eles. As crianças ficam irritadas, rabugentas, envergonhadas e confusas e podem vir a sofrer graves problemas de auto-estima, autoconfiança e socialização.

Como funciona o novo aparelho Pipi-Stop?
Esta abordagem busca a solução do problema da micção involuntária nocturna através da educação pelo condicionamento comportamental. O aparelho fica preso à roupa e, quando caem as primeiras gotas de urina, o alarme toca e a criança desperta, interrompendo a micção involuntária. Após 2 a 6 meses deixa de precisar do sensor.

Fonte: Patrícia Susano Ferreira, em Destak.

2 thoughts on “Existem 80 mil crianças enuréticas em Portugal

  1. luis santos

    boa noite tenho 25 anos e sofro de enurese nocturna desde dos 5 anos k me lembre…ja fiz exames a tudo e o medico diz que esta tudo bem….ando a tomar uns comprimidos minirin mas nunca fizeram efeito!!gostaria de saber onde posso encontrar esse aparelho a venda..obrigado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s