Rogers e Tao Te Ching

En 1979, num grupo de encontro próximo de Roma, vi Carl Rogers retirar um pequeno papel da carteira, e ler um trecho de ‘Tao Te Ching’, para responder a uma pergunta de um participante, sobre as características de um bom facilitador de grupos (ele conservava aquele papel consigo):

O governante da mais alta estirpe é alguém de cuja existência as pessoas vagamente se dão conta.
Vem a seguir um tipo de governante a quem as pessoas amam e glorificam.
Depois, aqueles a quem elas temem.
A seguir um tipo a quem elas desprezam e desafiam.
Quando lhe falta fé a si mesmo, os outros também não terão fé em si.
O sábio retrai-se e é escasso em palavras.
Quando a tarefa está concluída as pessoas dizem, “fomos nós que o fizémos!”

Fonte: Testemunho de Afonso H Lisboa da Fonseca, Escola Experimental de Psicologia e Psicoterapia Fenomenológico Existencial.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s