Que pontes entre o velho Sócrates e Carl Rogers?

Ontem, nas X Jornadas da Abordagem Centrada na Pessoa (APPCPC/UAL), apresentei uma comunicação sobre o tema: “O Primado da Pessoa: Sócrates e Rogers”.  Que pontes se podem observar entre a maiêutica socrática e a filosofia terapêutica rogeriana? Parece haver uma espécie de “verdade básica” sobre a natureza humana, que terá sido percepcionada há muito tempo, inclusivamente desde a época da Grécia Antiga, há 2.500 anos.

O velho filósofo grego Sócrates (469-399 a.C.) caracterizou-se pelo tipo de abordagem que fez ao desenvolvimento do pensamento filosófico, que se traduziu numa postura não-dogmática, com base nessa percepção. De certa forma parece que Sócrates terá desenvolvido, séculos antes de Cristo, através da Maiêutica socrática, uma abordagem filosófica parcialmente idêntica, na sua natureza, à abordagem terapêutica que Rogers veio a adoptar no século passado, salvaguardadas as devidas distâncias.

Afinal, “Nada há de novo debaixo do sol” (Rei Salomão, Livro de Eclesiastes, 1:9).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s