UE: só 3% das despesas de saúde vão para prevenção

Apenas 3% das despesas de saúde na Europa são aplicadas na prevenção de doenças, quando mais de 80% das mortes são provocadas por patologias crónicas, salienta uma moção lançada por um conjunto de médicos portugueses. “Declaração para uma vida melhor” é o nome da moção subscrita por duas dezenas de médicos, incluindo o director geral da Saúde, que destacam a importância de uma aposta na prevenção, noticia o DD. “Os investimentos na prevenção são sempre menos dispendiosos do que os aplicados na gestão e tratamento da doença, logo, economicamente mais favoráveis. Além disso a prevenção evita o sofrimento e promove a qualidade de vida das pessoas e das famílias”, refere o documento que será apresentado no II Congresso Nacional de Saúde Pública, que decorre hoje e amanhã no Porto. Os especialistas lembram que as doenças crónicas “com expressão epidémica” são influenciadas por quatro riscos que “exigem medidas de controlo pelos próprios cidadãos”: alimentação desequilibrada, sedentarismo, tabagismo e abuso do álcool. Assim, apresentam um conjunto de “seis medidas inadiáveis” que julgam essenciais para melhorar a saúde pública, como a redução do consumo de tabaco, o incentivo à prática regular de exercício físico e a diminuição do impacto do consumo excessivo de bebidas alcoólicas.

Fonte: Tribuna Médica Press.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s