Mapa do cérebro sugere que somos viciados no amor

Mapa do cérebro mostra que somos viciados no amor
Fotografia © DR

 

Robert Palmer cantava “Addicted to Love” (“Viciados no Amor”) e agora um estudo comprova que no cérebro esse sentimento está na zona ligada ao vício.

As diferenças neurológicas entre o amor e o desejo estão devidamente identificadas num mapa agora desenhado da estrutura do cérebro.

De acordo com as conclusões deste estudo, o desejo sexual está na zona do cérebro que controla o prazer, mas que o amor está numa região diferente – a mesma que está ligada ao vício -, ainda que ligada a esta.

“O amor é na realidade um hábito que nasce a partir do desejo sexual quando este desejo se vê recompensado. Funciona da mesma forma no cérebro como quando as pessoas se tornam viciadas em drogas”, explica Jim Pfaus, professor de psicologia da Universidade de Concordia, citado pela edição online do ABC.

Não quer isto dizer que a amor seja mau como a toxicodependência, até porque essa zona do cérebro é também responsável pelos sentimentos envolvidos na monogamia. Algumas áreas do cérebro são, aliás, menos ativas quando uma pessoa sente amor do que quando sente desejo.

As conclusões são de investigadores da Universidade Concordia, no Canadá, com cientistas da União Europeia e Suíça, que juntaram cerca de 20 estudos independentes sobre o assunto que analisavam a atividade cerebral de indivíduos enquanto estes observavam imagens de cariz sexual ou imagens de pessoas que lhes eram queridas.

 

 

Fonte: DN.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s