Brincadeira influencia aprendizagem de crianças autistas


A especialista Bryna Siegel destacou hoje, no Porto, a importância da brincadeira para a aprendizagem das crianças autistas, que aprendem «com maior facilidade, se estiverem em contacto com objectos que gostam».

Bryna Siegel, autora do livro «O mundo da criança com autismo – Compreender e tratar perturbações do espectro do autismo», caracterizou o comportamento dos autistas e apresentou várias técnicas que os pais e educadores podem implementar durante a aprendizagem das crianças.

«Sem a brincadeira, não há bases para a aprendizagem. Embora as crianças autistas não brinquem com os brinquedos da mesma forma que as outras crianças, aprendem com maior facilidade, se estiverem em contacto com objectos que gostam», afirmou Bryna Siegel, especialista em autismo, da Universidade da Califórnia.

Bryna Siegel relatou uma situação em que uma criança normal brinca com um camião, enquanto uma criança autista «coloca todos os camiões numa fileira simétrica e analisa cada detalhe do brinquedo».

De acordo com Siegel, através da repetição das palavras e da pronúncia feita num tom de voz mais elevado, as crianças com deficiência social podem aprendem os nomes das cores, dos números, das partes do corpo, horas e datas.

«As crianças com autismo repetem tudo o que ouvem, mas não conseguem compreender o significado de cada palavra», explicou a investigadora.

Bryna Siegel disse ainda que os autistas compreendem «mais facilmente substantivos do que os verbos, porque fazem a relação com as coisas que vêem» e que os educadores devem utilizar fotografias para levá-los a pensar sobre o objecto.

«Muitos deles têm boa memória fotográfica e processual, sendo capazes de montar um quebra-cabeça com as imagens viradas para baixo», disse a especialista.

Siegel explicou que a criança autista tem a tendência a não estar consciente dos sentimentos das outras pessoas e apresentam problemas de comunicação.

«Embora as crianças não falem, podem fazer-se entender. Conseguem brincar e relacionar-se com crianças normais e com as que falam outras língua, através da linguagem não-verbal», afirmou a investigadora.

Bryna Siegel disse que «por não ter uma linguagem verbal, a criança autista apresenta uma dificuldade acentuada em iniciar uma conversa com outras crianças, mas consegue utilizar a linguagem quando precisa de alguma coisa, o que é conhecido como linguagem instrumental».

Referiu também que «a criança autista é capaz de compreender que um sorriso e um aceno de cabeça podem ter significados positivos, que remetem a uma acção correcta».

«Mas a criança que não compreende o gesto, não compreende o funcionamento da mente, por isso nem sempre pede ajuda porque não têm consciência de que os outros conseguem interpretar o mundo à sua volta», frisou Siegel.

Bryna Siegel é directora da Clínica para o Autismo e professora de psiquiatria na Universidade da Califórnia, em São Francisco.

Na sua obra, «O mundo da criança com autismo – Compreender e tratar perturbações do espectro do autismo», descreve o que designa por «comportamentalismo desenvolvimental», que está na base do tratamento de dificuldades específicas do autismo no campo da percepção, do processamento e da recuperação da informação.

O seu projecto mais recente, Jump Start, consiste num «modelo para ajudar crianças com autismo a aprenderem a aprender e ajudar os pais a integrarem serviços da escola e da casa».

Fonte: Diário Digital / Lusa.

About these ads

36 pensamentos em “Brincadeira influencia aprendizagem de crianças autistas

  1. Gostei muito do artigo, pois tenho uma crainça autista incluida em minha sala com crianças sem serem autistas. Eu gostaria de receber dicas de como devo proceder.

  2. Boa tarde, sou membra de uma igreja evangélica na qual temos como membro desta, uma criança autista. Para melhorar o nosso trabalho com esta criança , gostaria de receber por email, brincadeiras,atividades, até mesmo instruções de como trabalhar com esta criança. Desde já agradeço, e que Deus abençoe vocês.

    • Peço desculpa mas a resposta é idêntica à que dei à Sandra. Terá que contactar com algum especialista na matéria. Não é o nosso caso.

  3. EU AMO CRIANÇA E TENHO UMA MUITO ESPECIAL ,AMO ELA E QUERIA SABER COM QUE TIPO DE BRINQUEDO POSSO USAR COM ELA PARA ATRAIR SUA ATENÇÃO ELE É UM MENINO MUITO ESPERTO E SABE MUITOS NUMEROS SE PARA EM UM SINAL ELE CONTA DIREITINHO .
    BJS

    • Boa tarde, sou professora de ensino fundamental 2 ano e tenho um aluno que se, chama Hadriel .Ele é autista.
      Eu gostaria de orientação como lhe dar com essa criança, já que nunca tive um autista como aluno , mesmo porque não tenho nem um tipo de treinamento para que possa ajudá-lo.
      Fico muito grata se tiver esse esclarecimento.

      Boa tarde

  4. tenho um sobrinho de 6 anos e descobrimos a pouco tempo que ele é autista,ele muitas vezes parece saber e entender o que se diz que as outras duas crianças de mesma idade dele em casa.eu queria receber dicas como lida com ele.

    • Uma criança autista precisa de acompanhamento especial dentro da sala de aula.Com o acompanhamento devido ele conseguirá desenvolver suas habilidades.

  5. Tenho um novo aluno, diagnosticado como autista. em geral como é o comportamento de um autista? o meu aluno é muito agitado, não permanece sentado, anda pela sala, quer pegar tudo , er tudo e quer sair da sala. tenho trazido, blocos, letras moveis para tentar iniciar um processo de aprendizagem e um contato mais proxmo..sinto-me insegura quanto as minhas ações! o que fazer???

    • Livrinhos de historinhas,massinha colorida,jogos,brinquedos de montar,músicas,brinquedos sem pontas e coloridos,colaggem de figuras de revistas em papéis ou quadros,pinturas em quadros etc…É preciso que cada brinquedo seja adequado para cada idade ou grau de autismo.Digo isto por experiência,mesmo assim,é importante procurar um especialista porque cada criança tem modo diferente de aprendizagem.

  6. Sou professora de um altista de 9 anos. Ele estuda de manhã comigo e a tarde permanece na escola porque faz curriculo americano (escolha bilingue. Sua interação no grupo é zero. Me pergunto se uma escola integral é a mais interessante para ele? Também me pergunto que estratratégias poderaia usar para ajudá-lo a progredir na autonomia e na aprendizagem.Aguardo ajuda.

    ana laura

  7. Boa tarde, tenho uma criança com autismo severo, que constantemente se auto agride (bate a cabeça, se morde). Que atitudes posso ter frente a suas crises. Obrigada

  8. Boa tarde!

    Gostaria de saber que tipo de brinquedo se da á uma criança autista.
    Tenho um sobrinho de 2 anos e 9 meses e gostaria de saber se há alguma atividade, algo especifico para ajuda-lo a melhor desenvolver-se.
    Grata,
    Mirele Oliveira

  9. olá gostaria de ajuda com meu sobrinho pois ele é autista e eu quero poder ajuda-lo na aprendizagem com brincadeiras …preciso e aguardo ajuda!!!

  10. ola boa tarde chamo-me sandra e sou mae de um menino de 8 anos com peturbacao do espectro autista ,gostava muito se fosse possivel de lhe comprar o livro que a senhora lancou(o mundo da crianca autista) para me ajudar a melhor entender o meu filho,e tenho um dilema mt grande este ano o meu filhote desenvolveu bastante e fiquei sem ideias do que lhe dar de presente este natal (ja tem jogos didaticos e telecomandados dos quais um helicopetero e um carro e um tranpolim tb estou sem ideias ,gostava que me desse uma opiniao

  11. Sou mãe do lucas Eduardo.Ele é autista e gostaria muito de receber informações de como desenvolver atividades relacionadas a leitura..
    Ás vezes me sinto frustrada por não me sentir preparada o suficiente para lidar com o meu filho. Sou professora e por isso minha angustia é maior . Sou capaz de trabalhar com o filho do outro e com meu penso que não acerto. preciso de ajuda.

    • Amiga,não desanime pois todos os autistas independente de qualquer coisa são muito inteligentes e conseguem lembrar perfeitamente do que é aprendido através da verbalização repetida,gostam de ouvir e contar histórias,músicas,assistir filmes etc…se ele ainda não foi alfabetizado é possível que ele possa aprender mas para isto é preciso ensiná-lo com muito carinho,paciência e dedicação,aproveitando o tempo de sua concentração.É importantante elogiá-lo sempre e dar a ele sempre que possível um brinde educativo que ele goste,sempre que conseguir fazer alguma coisa que tenha significado para ele.Digo isto porque sou estagiária de uma criança autista percebi que poderia fazer muito mais para a aprendizagem dele.

  12. sou monitora de uma criança autista,amo muito ela.gostaria de saber mas a respeito de brinquedos para ela,ela tem 3 anos,adora água, espelhos,tintas e q eu conto os dedinhos dela.por favor preciso de informaçoes.obrigada

  13. Tenho um sobrinho de7 anos que se chamamarcos vinicius elen é uma benção,ele nao para um minuto.corre odia todo nao podemos sb oltar ele na rua que ele foge.ele tem crise as vezes,morde,bate a cabeçaechora muito.precisamos de ajuda.aguardo resposta.grata.

      • Procurem o “metodo son-rise” no youtube, lá têm muitas dicas para brincar com os meninos autistas. O principio base é brincar como se fosse um bebé no berço para atrair a atenção deles e depois é soltar a imaginação, bem haja a todos os que têm a possibilidade de brincar com meninos especiais, tenham 2 ou 20 anos. procurem tb na página da associação Vencer Autismo (Porto).

  14. ola , bom dia , meu filho tem 2 anos e 5 meses e descobri que ele é autista, estou tentando interagir com o mundo dele, mas é muito difícil, porque nenhuma brincadeira que eu faça chama a atenção dele e ele não fala, então é mais dificil ainda.Queria sugestões de brincadeiras que o faça interagir comigo e com outras crianças. Obrigada.

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s